Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Lata de Conversas

Lata de Conversas

17
Jun17

Só se morre duas vezes

Paulo L

Apesar de não ser, pelo menos entre os leitores portugueses, um dos mais conhecidos livros de Jorge Amado, A morte e a morte de Quincas Berro D’Água é, sem dúvida, uma obra paradigmática do estilo mais querido do autor. Um romance mordaz, numa tonalidade trágico-cómica, da realidade mais popular da Baía e da população baiana.

O desfile, quase pictórico, das diferentes personagens que se vão mostrando ao longo do desenvolvimento narrativo, cada uma com as suas vicissitudes, todas diferentes mas que acabam por convergir para um ponto comum, vão desenrolando uma meada do quotidiano baiano médio-baixo duma forma realístico-fantástica. Esta dualidade está bem presente na primeira e na segunda mortes de Quincas, o personagem principal deste romance. E principal porque tudo ocorre à sua volta. Quincas é o epicentro narrativo.

Resgatado da primeira morte e levado para uma inesquecível noitada pelos amigos da farra que pode ser vista como uma redenção de todos os pecados mas também como a realização duma pretensa última vontade, não só do defunto mas daqueles que se mostraram sempre os verdadeiros comparsas.

Um pequeno romance a não perder. De fácil leitura, ocupa não mais que uma tarde. Um bom livro para ler numa esplanada ou na praia, num dia soalheiro, com o ruído das ondas a bater nos rochedos em pano de fundo.

Continuação de boas leituras.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D